INÍCIO . . FORÇA AÉREA DECISIVA NO RESGATE DE 100 MIGRANTES

< voltar




Força Aérea decisiva no resgate de 100 migrantes
550.000 Km2 patrulhados em aproximadamente nove horas de voo 16.04.2017

Força Aérea decisiva no resgate de 100 migrantes

Uma aeronave P-3C CUP+ da Força Aérea Portuguesa, ao serviço da NATO na operação “Sea Guardian”, detetou, no dia 15 de abril, uma embarcação de borracha com aproximadamente 100 migrantes a bordo.

A missão de vigilância marítima, a cargo da tripulação da aeronave P-3C Cup+, da Esquadra 601 – “Lobos”, permitiu encaminhar para o local meios de salvamento e proceder ao resgate dos migrantes, que se encontravam numa embarcação em elevado risco de naufrágio.

Nesta missão foi patrulhada uma área superior a 550.000 Km2 durante aproximadamente nove horas de voo.

Recorde-se que participam na operação “Sea Guardian”, da NATO, desde dia 12 de abril, uma aeronave P-3C Cup+ e 27 militares da Força Aérea.

Esta operação, que veio substituir a "Active Endeavour", conta com a participação de meios aéreos e de superfície da Aliança Atlântica, com a finalidade de patrulhar e de monitorizar o Mar Mediterrâneo. O objetivo: dissuadir, defender e proteger os Estados aliados contra ataques terroristas.

O destacamento português opera a partir da Base Aérea de Sigonella, em Itália, e terá uma duração de 15 dias. Nestas missões, a Esquadra 601 – “Lobos” está também a monitorizar situações de narcotráfico, de imigração ilegal e de poluição marítima pretendendo promover a estabilidade e a segurança em todo o Mar Mediterrâneo.

Veja aqui as fotografias



Veja aqui o vídeo 



TAGS: esq601


APOIO
VERSÃO MÓVEL | COPYRIGHT © 2017 FAP - DCSI. - WEBTEAM | Símbolo de Acessibilidade na Web