O Major-General Piloto-Aviador Paulo José Reis Mateus nasceu em Coimbra, a 01 de março de 1964.

Entrou na Academia da Força Aérea em 1982, tendo concluído a Licenciatura em Ciências Militares Aeronáuticas na especialidade de Piloto-Aviador em 1987, com o posto de Tenente.

Foi brevetado em Cessna T-37 em 1987 na Esquadra 102.

Frequentou ainda o Curso Complementar de Helicópteros em AL-III, nesse mesmo ano, onde obteve a qualificação de Piloto Operacional na Esquadra 552. Nesta Esquadra desempenhou várias funções, destacando-se as de Oficial de Segurança de Voo, Chefe da Secção de Uniformização Avaliação e Académicas e Piloto Instrutor.

Em 1994 concluiu o Curso Complementar de pilotagem em aviões plurimotores CASA-212 AVIOCAR.

Foi colocado na Esquadra 401 (Reconhecimento e Vigilância Marítima), onde obteve a qualificação de Piloto Comandante em CASA-212-100 e CASA 212-300.

Nesta Esquadra desempenhou funções de chefe do planeamento operacional e de ligação ao exterior com a comunidade científica, no âmbito das missões realizadas pela Esquadra, tendo vários artigos publicados em Portugal, Brasil e Espanha no âmbito da capacidade dos meios aéreos na Vigilância Marítima e no Combate à Poluição.

Frequentou, no ano lectivo 1995/96, o Curso Geral de Guerra Aérea tendo sido posteriormente colocado na Academia da Força Aérea com o posto de Major (1996).

Na Academia da Força Aérea desempenhou funções de docente do ensino universitário leccionando cadeiras no departamento de Ciências Aeronáuticas, acumulando com as de Piloto Instrutor na Esquadra de Voo.

Em 2000 é nomeado Comandante da Esquadra 401 e posteriormente, já no posto de Tenente-Coronel (2002), Comandante do Grupo Operacional da Base Aérea nº1 de Sintra.

Fez parte do grupo de trabalho de definição de requisitos operacionais para a substituição do Casa 212 AVIOCAR.

Em 2004 é nomeado Comandante do Grupo de Alunos da Academia da Força Aérea e em simultâneo lecciona a cadeira de Comando e Liderança no Instituto de Altos Estudos da Força Aérea.

Durante este período foi responsável pelo acompanhamento dos tirocínios dos alunos Portugueses a frequentar o Special Undergraduate Pilot Training em diversas Bases da Força Aérea dos EUA.

Em 2006 foi nomeado Diretor do projecto para a criação do curso de Piloto Aviador na Academia Militar em Nampula, na República de Moçambique, no âmbito da Direção Geral de Politica de Defesa Nacional de Portugal.

Entre 2007 e 2010 desempenhou as funções de Adido de Defesa de Portugal em França, Bélgica e Luxemburgo.

Regressou a Portugal em outubro de 2010, tendo sido colocado no Estado-Maior da Força Aérea, onde desempenhou a função de Chefe da Divisão de Recursos.

Entre 4 de outubro de 2011 e 4 de outubro de 2013, exerceu o Comando da Base Aérea N.º 5, em Monte Real.

No ano lectivo 2013/2014 frequentou, no Instituto de Estudos Superiores Militares (IESM), o Curso de Promoção a Oficial General.

Em julho de 2014 foi colocado no Comando de Pessoal da Força Aérea (CPESFA) como Sub-Diretor de Pessoal.

Em 2015, depois de frequentar o Senior Course 126 no NATO Defense College (NDC), em Roma, desempenhou as funções de Faculty Adviser até outubro de 2016.

A 3 de outubro de 2016 foi promovido ao posto de Brigadeiro-General, passando a desempenhar as funções de Diretor das Operações Aéreas no Comando Aéreo.

O atual Comando da Academia da Força Aérea foi assumido em novembro de 2017, tendo a promoção ao atual posto ocorrido em dezembro de 2017.

Ao longo da sua carreira, o Major-General Paulo Mateus totalizou mais de 3500 horas de voo em diferentes tipos de aeronaves, desde planadores e helicópteros a aeronaves de asa fixa.

É detentor de vários louvores e medalhas nacionais, assim como da Ordem Nacional do Mérito, Classe de Oficial, atribuída pelo Presidente da República de França.

O Major-General Paulo Mateus é casado e tem duas filhas.