O Tenente-Coronel Valdemar José Barcoso Lourenço nasceu em Alcácer do Sal, a 17 de novembro de 1961.

Foi incorporado em 12 de outubro de 1981, na Academia Militar, com destino ao Curso de Pilotagem Aeronáutica.

Em agosto de 1984 iniciou, na Base Aérea n.º 2 - Ota, o Curso de Formação de Oficiais em Regime de Contrato na Especialidade de Técnico de Operações Comunicações e Criptografia - TOCC.

Colocado, em março de 1985, na Base Aérea n.º 3, em Tancos, exerceu Funções no Centro de Comunicações, no Comando do Grupo Operacional e no Centro de Operações.

Em 1988, após a conclusão do Curso de Oficiais do Quadro Permanente, na Especialidade de TOCC, foi colocado no Aeródromo de Trânsito N.º 1 - Figo Maduro, onde desempenhou as Funções de Oficial Adjunto do Comandante, Chefe do Centro de Comunicações, Chefe da Secção de Carga e Oficial de Segurança Documental da Unidade.

Em junho de 1990 foi transferido para o Comando Aéreo dos Açores/Base Aérea N.º 4 - Lajes, Ilha Terceira, onde desempenhou Funções como Oficial de Relações Públicas da Unidade, Chefe do Centro de Comunicações e Chefe da Secção de Transporte Aéreo Militar. Neste âmbito, desenvolveu e colocou em prática diversos procedimentos e regras de funcionamento do Transporte Aéreo, evidenciando-se a construção de uma palete de carga destinada à bagagem dos passageiros para equipar a aeronave C-130 - Hércules.

Colocado no Comando Operacional da Força Aérea, em outubro de 1993, como Adjunto do Chefe do Centro de Comunicações, assumiu o Comando da Esquadrilha de Comando Móvel, designada por Comunicações Tácticas entre setembro de 1994 e outubro de 2001. Em 1995, iniciou a reativação do TACP e equipas FAC, para projeção nos teatros de operações da Bósnia e posteriormente no Kosovo. Participou em diversas operações e exercícios, nacionais e internacionais destacando-se a Força de Recolha de Cidadãos Nacionais no Zaire, em 1997, e na Guiné em 1998. Em 1999 foi responsável pelo aprontamento e sustentação dos meios CIS destacados para a missão em Timor sob a égide das Nações Unidas. Em 2002, assumiu o Comando da Esquadra de Comunicações e Comando Móvel.

Após passagem pela Presidência da República, como Adjunto do Chefe do Centro de Comunicações, entre setembro de 2003 e junho de 2004, foi colocado no Estado-Maior General das Forças Armadas como Chefe do Posto de Controlo NATO.

Em setembro de 2007, regressa ao Comando Operacional assumindo a Chefia do Transporte e Reabastecimento Aéreo Militar. Em 2008 foi chamado a integrar Força da União Europeia no Chade e, em 2009, a “International Security Assistance Force – NATO” no Afeganistão, ambas como Oficial de Ligação e Especialista em Transporte e Carga Aérea.

Entre julho de 2013 e janeiro de 2018, foi colocado na Base Aérea N.º 11 - em Beja como Comandante do Grupo de Apoio. De janeiro a setembro de 2018, desempenhou as Funções de Chefe da Repartição de Logística – A4, no Comando Aéreo - Monsanto.

Para além da formação e qualificações inerentes à sua Especialidade, destaca-se o Curso Básico de Comando, o Curso Geral de Guerra Aérea, o Curso de Prevenção da Toxicodependência e Alcoolismo, Defesa NRBQ, “Fire Fighting” no Âmbito do ICCS e Planeamento Civil de Emergência. Em 2002 e 2003, lecionou como docente convidado, a disciplina de Comunicações, na Academia da Força Aérea aos Estágios Técnico Militares.

Da sua folha de serviço constam diversos Louvores, Menções Honrosas e Condecorações destacando-se a Medalha de Ouro de Serviços Distintos - coletiva, duas Medalha de Mérito Militar de 2ª e 3ª Classes, a Medalha da Cruz de S. Jorge de 2ª Classe e a Medalha de Ouro de Comportamento Exemplar.

Foi promovido ao atual posto em 11 de maio de 2009.

O Tenente-Coronel Valdemar Lourenço é casado e tem dois filhos.