Depósito Geral de Material da Força Aérea

Brasão

Escudo - De aljava contendo quatro flechas invertidas e um arco, tudo de vermelho; em orla, dois traços ondados, de negro.
Divisa - Num listel de branco, sotoposto ao escudo, em letras de estilo elzevir, maiúsculas, de negro: ««E DO MAIS NECESSÁRIO VOS PROVEJA»».
Coronel Aeronáutico - É de ouro, constituído por um aro liso com virolas nos bordos superior e inferior, encimado por oito pontas, das quais cinco aparentes. A ponta central e as laterais são encimadas por duas asas de águia estendidas. As pontas intermédias são encimadas por cruzes de Cristo.

 

Simbologia

A Aljava - com as flechas e o arco são alusão à atividade do armazém.
Os dois Traços - representam os meios informáticos de que o Depósito se serve para cumprir a sua missão.
As Flechas - são alusão às funções do Depósito Geral.
A Divisa - «E DO MAIS NECESSÁRIO VOS PROTEJA» foi retirado dos lusíadas, canto I, estrofe 55.
Coronel Aeronáutico - é sinal distintivo privativo da Força Aérea que com ele caracteriza todas as suas Unidades e Órgãos.
A prata - significa a humildade e simultaneamente a riqueza das tarefas cometidas ao Depósito.
O vermelho - representa a energia criadora e simboliza a força de ânimo.
O negro - simboliza a honestidade.

Estandarte

Gironado de prata e negro, bordadura de vermelho acantonada de prata, lugar onde se inscrevem as iniciais «DGMFA» bordadas de negro.
Ao centro, brocante, um listel circular de prata com a divisa «E DO MAIS NECESSÁRIO VOS PROVEJA».
Dentro do círculo formado pelo listel contém-se o escudo com o brasão de armas do Depósito.
O estandarte está debruado por um cordão de prata e negro e tem franja de prata e vermelho.

Brasão de Armas do Comandante

Escudo - de aljava contendo quatro flechas invertidas e um arco, tudo de vermelho; em orla, dois traços ondados, de negro.
Divisa - num listel de branco, sotoposto ao escudo, em letras de estilo elzevir, maiúsculas, de negro: ««E DO MAIS NECESSÁRIO VOS PROVEJA»».
Elmo - quatrocentista de prata com grades e guarnições de ouro, tauxiado de negro, forrado de vermelho e colocado a três quartos para a dextra.
Correia - de sua cor, afivelada e perfilada a ouro.
Paquife e Virol - de vermelho, prata e negro.
Timbre - três flechas de vermelho, atadas por um torçal de verde.

 

Simbologia

A Aljava - com as flechas e o arco são alusão à atividade do armazém.
Os dois Traços - representam os meios informáticos de que o Depósito se serve para cumprir a sua missão.
As Flechas - são alusão às três principais funções do Depósito Geral.
A Divisa -«E DO MAIS NECESSÁRIO VOS PROVEJA» foi retirado dos lusíadas, canto I, estrofe 55.
A prata - significa a humildade e simultaneamente a riqueza das tarefas cometidas ao Depósito.
O vermelho - representa a energia criadora e simboliza a força de ânimo.
O negro - simboliza a honestidade.