INÍCIO . ESQUADRAS . Esquadra 101 - "Roncos"

< voltar

Esquadra 101 - "Roncos"
Aerospatiale Epsilon-TB 30

Página Oficial

http://www.emfa.pt/www/po/esquadra/esq101

A Esquadra 101, como Esquadra de Instrução Elementar e Básica da Força Aérea Portuguesa, é a fiel depositária das tradições e conhecimentos herdados de todas as Esquadras que, ao longo dos tempos e em diversos aviões, cumpriram esta nobre missão.

É uma longa História, a que se começou a desenhar a 14 de maio de 1914, com a criação da Escola Aeronáutica Militar. Foi nesta Escola, a 2 de novembro de 1916, e tendo como Chefe de Pilotos o Comandante Sacadura Cabral, que se iniciou o primeiro curso de pilotagem ministrado em Portugal. Dos dezasseis alunos que o iniciaram, foram brevetados treze, a 10 de maio de 1917.

Congregando toda a experiência adquirida desde 1914, a Esquadra 101 materializa a sua presente designação em 1978, fruto de uma reorganização na Força Aérea Portuguesa. Herda, na altura, os meios humanos e materiais da Esquadra 21 - Esquadra de Instrução Elementar de Pilotagem – sedeada na Base Aérea N.º2, e equipada com aeronaves Chipmunk.

Inicia uma nova etapa em 1989, com a aquisição de 18 aeronaves de fabrico francês – EPSILON TB 30 –, tendo, na mesma data, sido transferida para a Base Aérea N.º1. Mantém-se por Sintra até 1993, altura em que é relocalizada na Base Aérea N.º11.

E, é em Beja que, a 26 de julho de 1995, como corolário da sua História dedicada à Instrução na Aviação Militar, é condecorada com a Medalha de Ouro de Serviços Distintos, destinada a “…galardoar serviços de carácter militar relevantes e extraordinários ou atos notáveis de qualquer natureza ligados à vida do Exército, da Armada ou da Força Aérea, de que resulte, em qualquer dos casos, honra e lustre para a pátria ou para as instituições militares do país.”

Regressa, novamente, em 2009, à Casa Mãe da Instrução em Portugal, a Base Aérea N.º1, local onde continua a honrar o seu lema – “…Ensinando os Princípios da Arte.”

 

Missão

Ministrar instrução elementar e básica de pilotagem.

Elementos de Missão

Curso de instrutor de fase básica em aviões.


Descrição do Patch

O escudo com a côr azul, lembra o ar e o espaço, e simboliza a lealdade e o zelo.

Nele, encontra-se uma águia, expressão do voo e do poder, em posição de voo, e que observa três crias. Estas, de asas abertas, aprendem a voar, numa clara alusão à missão da Esquadra.

O listel é branco, e nele está inscrito, em letras negras, maiúsculas e de estilo Elzevir, a Divisa:"ENSINANDO OS PRINCÍPIOS DA ARTE”.


Guião de Mérito da esquadra

O guião de mérito é azul com uma águia de ouro; bordadura de ouro carregada de uma folha de palma verde em cada flanco; no chefe da bordadura a designação Esquadra 101, Unidade onde foram praticados os feitos de mérito excepcional, foram distinguidos com uma condecoração de categoria igual ou superior à Medalha de Ouro de Serviços Distintos; no contra-chefe da bordadura a designação 1978 - 1995,  identificativa do período em que os ditos feitos foram praticados. O guião é de tecido de ouro, bordado, quadrado e mede 0,75 m de lado.
 
Simbologia das peças
A águia simboliza o voo e o poder no cumprimento da missão;
As palmas são ornamentos de mérito.
 
Simbologia das cores e esmaltes
O azul a lealdade e o zelo, perseverança e fidelidade;
O ouro a firmeza e a constância.


APOIO
VERSÃO MÓVEL | COPYRIGHT © 2017 FAP - DCSI. - WEBTEAM | Símbolo de Acessibilidade na Web