O Coronel Piloto Aviador Luís Manuel Nunes Serôdio nasceu em Lisboa no dia 26 de fevereiro de 1969. Ingressou na Academia da Força Aérea em 1987, onde se licenciou em Ciências Militares, Ramo de Pilotagem, frequentando o tirocínio na Base Aérea Nº1, Sintra, na aeronave Épsilon TB-30.

Em 1993, após ter frequentado o Curso Complementar de Pilotagem de Aviões de Combate na aeronave T-38 Talon, na Base Aérea Nº11, Beja, foi colocado como Piloto Instrutor na Esquadra 101 “Roncos”, inicialmente na Base Aérea Nº1 e depois na Base Aérea Nº11, onde permaneceu até 1997. Foi promovido a Tenente em 1993 e a Capitão em 1997.

Em 1997 foi colocado na Esquadra 201 “Falcões”, onde desempenhou funções de piloto operacional de F-16 como Comandante de Parelha e de Esquadrilha, piloto Instrutor, Chefe da Uniformização, entre outras. Participou em diversos exercícios nacionais e internacionais, como é o caso do exercício Red Flag, em 2000, nos E.U.A.

Foi promovido a Major em 2003.

Em 2004 foi nomeado para desempenhar as funções de piloto instrutor de F-16 na Base Aérea de Luke, no Arizona, E.U.A., ao abrigo de um programa de Intercâmbio de Pilotos entre a Força Aérea Portuguesa e a sua congénere Americana, onde permaneceu até 2007. Desempenhou as funções de piloto Instrutor nas aeronaves F-16 Block 25, Block 42 e Block 42 Common Configuration Implementation Program (CCIP), tendo sido, adicionalmente, Chefe da Seção de Treino e Assistant Director of Operations.

Regressou a Portugal em 2007, ano em que assumiu o comando da Esquadra 201 “Falcões”. Nesse ano teve a oportunidade de participar na missão NATO de Policiamento Aéreo dos Países Bálticos, na Lituânia, e em 2008 teve a honra de organizar as comemorações do Cinquentenário da Esquadra, mantendo-se no comando dos “Falcões” até 2009. Foi promovido a Tenente-coronel em 2007. A sua colocação seguinte foi na Academia da Força Aérea, como Comandante do Grupo de Alunos, exercendo, em acumulação, as funções de Chefe do Departamento de Voo, piloto instrutor de Havilland Chipmunk e docente.

Em 2010 foi novamente colocado na Base Aérea Nº5, desta vez como Comandante do Grupo Operacional, função que desempenhou até 2012. Nesse ano foi nomeado para o International Military Staff da NATO, em Bruxelas, para desempenhar as funções de Staff Officer da Plans & Policy Division, Defense & Force Planning Branch. Foi promovido a Coronel em 2013.

Regressou a Portugal em 2015, sendo colocado no Comando Aéreo como Diretor do Estado-Maior para as Operações, função que exerceu até à presente colocação.

O Coronel Luís Serôdio frequentou o Curso Geral de Guerra Aérea em 2001/2002, e é detentor de vários cursos e especializações nacionais e NATO, como o Tactical Leadership Program (TLP), entre outros. Tem averbadas mais de 3500 horas de voo, das quais mais de 1900 em F-16. A sua experiência operacional inclui ainda o voo em aeronaves muito diversas desde o Havilland Chipmmunk, planador ASK-21, Épsilon, Cessna 142, T-37, T-38 e Alpha-jet.

Na sua folha de serviço constam vários louvores e condecorações, onde se incluem a Medalha de Serviços Distintos e a Medalha de Mérito Militar.

O Coronel Luís Serôdio é casado e tem dois filhos.