Nasceu na freguesia de Encarnação, em Lisboa, no dia 9 de maio de 1912, filho de Francisco Sendin Mera e Rosa Correia Mera.

Ingressou no Curso de Infantaria da Escola Militar no dia 1 de abril de 1933. Foi promovido a Alferes no dia 1 de novembro de 1936, tendo sido colocado no Regimento de Infantaria n.º 4.

Foi brevetado no dia 1 de agosto de 1938 e a 10 de setembro foi colocado no Grupo Independente de Aviação de Bombardeamento. No dia 15 de setembro de 1938 foi colocado na Base Aérea da Ota. A 1 de dezembro de 1940 foi promovido a Tenente e no dia 28 foi transferido para a Base Aérea N.º 1, em Sintra.

É nesta Unidade que no dia 16 de dezembro de 1944 foi promovido a Capitão. A 4 de outubro de 1947 foi colocado na Base Aérea N.º 4, nas Lajes, de onde, no dia 23 de maio de 1950 regressou à Base Aérea N.º 1.

De 28 de novembro de 1951 a 2 de junho de 1952 frequentou o Curso de Comando e Estado-Maior.

No dia 1 de janeiro de 1953 foi promovido a Major e a 1 de janeiro de 1955 a Tenente-Coronel.

A 3 de outubro de 1957 foi colocado na 4.ª Repartição do Estado-Maior da Força Aérea. No dia 1 de janeiro de 1959 foi promovido a Coronel e a 12 de outubro foi colocado no Gabinete do Secretário de Estado da Aeronáutica.

A 2 de novembro de 1960 foi comandar a Base Aérea N.º 1. De 2 de novembro de 1960 a 1 de maio de 1961 esteve no Curso de Altos Comandos.

No dia 2 de maio de 1961, apresentou-se em Angola, a fim de comandar a Base Aérea N.º 9, em Luanda.

Foi promovido a Brigadeiro a 3 de outubro de 1961 e no dia 15 de novembro assumiu o comando da 2.ª Região Aérea.

Regressou ao Continente no dia 13 de julho de 1963 para assumir o comando da Direcção do Serviço de Recrutamento e Instrução a 13 de julho.

No dia 6 de junho de 1964 foi nomeado Comandante da 1.ª Região Aérea e a 1 de outubro de 1965 foi colocado no Estado-Maior da Força Aérea. Foi aqui que, no dia 5 de maio de 1968 foi promovido a General.

No dia 20 de novembro de 1968 foi nomeado Director do Instituto de Altos Estudos Militares e a 1 de novembro de 1972 regressou ao Estado-Maior da Força Aérea.

No dia 9 de novembro, assumiu, interinamente, a Chefia da Força Aérea e a 14 de dezembro foi promovido a General de quatro estrelas.

A 19 de dezembro tomou posse como Chefe do Estado-Maior da Força Aérea, cargo que desempenhou até 29 de abril de 1974.

Passou à situação de reserva a 30 de abril de 1974 e à situação de reforma, por limite de idade, no dia 9 de maio de 1982.

Ao longo da sua carreira, recebeu inúmeros louvores e foi agraciado com as seguintes condecorações: Grande-Ofi cial da Ordem Militar de Avis, Comendador da Ordem Militar de Avis, Ofi cial da Ordem Militar de Avis, duas Medalhas de Ouro de Serviços Distintos, duas Medalhas de Prata de Serviços Distintos, Medalhas de Mérito Militar de 1.ª e 2.ª Classes, Medalhas de Ouro e Prata de Comportamento Exemplar e a Medalha Comemorativa das Campanhas. Foi condecorado pela Espanha com a Grã-Cruz da Ordem de Mérito Aeronáutico com Distintivo Branco e a Cruz de 2.ª Classe da Ordem de Mérito Aeronáutico com Distintivo Branco, e pelo Brasil, com o grau de Oficial da Ordem de Mérito Aeronáutico.

O General Correia Mera veio a falecer a 2 de dezembro de 1983