Nasceu na freguesia de São Dinis, no concelho de Vila Real, no dia 19 de janeiro de 1943, filho de Felisberto Martins e Carminda dos Anjos Taveira Martins.

Ingressou no Curso de Aeronáutica da Academia Militar a 7 de outubro de 1963. Foi brevetado no dia 21 de março de 1967 e no dia 31 qualificou-se no avião T-37.

A 3 de abril foi colocado na Base Aérea N.º 2, na Ota, onde, no dia 1 de novembro do mesmo ano foi promovido a Alferes. Nesta Unidade qualificou-se no avião T-33, foi promovido a Tenente no dia 1 de dezembro de 1968 e a Capitão no dia 1 de dezembro de 1970. A 30 de outubro de 1972 foi transferido para a Base Aérea N.º 3, em
Tancos, onde se qualificou no avião Nordatlas.

Daqui seguiu no dia 20 de junho de 1973 para a Base Aérea N.º 10, na Beira, em Moçambique onde voou os aviões Nordatlas como 1.º Piloto e Comandante de Bordo. Regressado à Metrópole a 3 de junho de 1975, foi colocado na Base Aérea N.º 5, em Monte Real. No dia 1 de setembro de 1976 foi promovido a Major e de 16 de novembro a 1 de agosto de 1977 frequentou o Curso Geral de Guerra Aérea.

Regressado à Base foi Instrutor de Voo nos aviões T-33, comandou a Esquadra 103, qualificou-se nos aviões F-86 Sabre e T-38 e frequentou, na Grã-Bretanha, o Flying Supervisors Course e no Instituto de Defesa Nacional o Ace Senior Offi cers Orientation Course.

A 1 de junho de 1982 foi cumprir uma missão de serviço no Supreme Allied Commander Atlantic da NATO (SACLANT), em Norfolk, nos Estados Unidos da América, onde desempenhou a função de Air Facilities Assistant. Foi aqui que no dia 1 de outubro
do mesmo ano foi promovido a Tenente-Coronel.

Regressado a Portugal no dia 1 de agosto de 1985 foi colocado na Academia da Força Aérea como Professor e qualificou-se como instrutor no Motoplanador RF-10. Daqui, seguiu a 28 de setembro de 1987 para a Base Aérea N.º 5, para desempenhar a função de 2º Comandante da Base, onde se qualificou no avião A-7P Corsair.

A promoção a Coronel, no dia 1 de novembro de 1989, trouxe-lhe o comando da Base Aérea N.º 11, em Beja, onde se requalificou no avião T-38. No dia 26 de junho de 1992 foi colocado na Chefia da 3ª Divisão do Estado-Maior da Força Aérea. Entre 7 de novembro de
1994 e 28 de julho de 1995 esteve no Curso Superior de Guerra Aérea.

A 2 de agosto de 1995 foi promovido ao posto de Brigadeiro e no dia 25 de setembro foi nomeado Director da Direcção de Instrução da Força Aérea. A 18 de junho de 1997 assumiu o comando da Academia da Força Aérea e, em simultâneo, Vogal do Conselho Superior de Disciplina da Força Aérea. Atingido o posto de Tenente-General a 4 de maio de 2000, 14 dias depois passou a ocupar o cargo de Director do Instituto de Altos Estudos da Força Aérea.

No dia 1 de janeiro de 2003 tornou-se Comandante do Comando de Logística da Força Aérea, em acumulação com a presidência do Conselho Superior de Disciplina da Força Aérea.

No dia 16 de dezembro de 2003 foi promovido a General de quatro estrelas e assumiu as funções de Chefe do Estado-Maior da Força Aérea, cargo que ocupou até 16 de dezembro de 2006.

Passou à situação de reserva, por estar 120 dias sem funções, no dia 12 de junho de 2007 e à situação de reforma a 19 de janeiro de 2008.

Ao longo da sua carreira, recebeu vários louvores e as seguintes condecorações: Grã-Cruz da Ordem Militar de Cristo, Grã-Cruz Da Ordem Militar de Avis, três Medalhas de Ouro de Serviços Distintos, Medalha de Prata de Serviços Distintos com palma, Medalha de Prata de Serviços Distintos, as Medalhas de Mérito Militar de 1ª e 2.ª Classes, as Medalhas de Mérito Aeronáutico de 1.ª e 2ª Classe, as Medalhas de Ouro e Prata de Comportamento Exemplar e a Medalha Comemorativa das Campanhas. A Espanha atribuiu-lhe a Grã-cruz da Ordem de Mérito Aeronáutico com Distintivo Branco.