Ministro da Defesa visita militares portugueses na Lituânia

Uma delegação portuguesa, chefiada pelo Ministro da Defesa Nacional, Professor Doutor José Azeredo Lopes, visitou, a 30 de julho, os dois contingentes da Força Aérea que se encontram na Base Aérea de Šiauliai, Lituânia, ao serviço nas operações “Baltic Air Policing” (BAP18) e da “NATO Assurance Measures 2018” (AM18).

O Ministro fez-se acompanhar pelo Chefe do Estado-Maior-General das Forças Armadas, Almirante António Silva Ribeiro, pelo Chefe do Estado-Maior da Força Aérea, General Manuel Teixeira Rolo, e pelo Chefe do Estado-Maior da Armada, Almirante Mendes Calado.

A missão Baltic Air Policing da Força Aérea Portuguesa conta com 84 militares e quatro aeronaves F-16, tendo como objetivo a salvaguarda da integridade do espaço aéreo da Lituânia, Estónia e Letónia, segundo os padrões NATO e os regulamentos de voo internacional. Nesta operação, em que participam ainda Espanha e França, Portugal é “Lead Nation” do Bloco 47 até 31 de agosto, tendo, desde o início de maio, contabilizado 300 horas de voo e 24 “Alpha-Scrambles” (missões reais em que é ativada uma parelha de F-16), que resultaram na identificação de 38 aeronaves.

Relativamente à missão Assurance Measures, no âmbito das medidas de tranquilização do flanco leste da Aliança, a Força Aérea projetou para o teatro de operações um contigente de 30 militares e uma aeronave P-3C CUP+, da Esquadra 601 – “Lobos”. O objetivo desta operação é realizar missões de ISR (Intelligence Surveillance and Reconnaissance – Informações, Reconhecimento e Vigilância) em áreas de interesse para a NATO assim como missões de patrulhamento marítimo no Báltico. No âmbito do AM18, a Força Aérea totalizou já 112 horas de voo, tendo sido coberta uma área de 9.232.058 Km2 (que em termos de comparação é o equivalente a 90% da área do continente europeu), e identificou 22.143 contactos de interesse, dos quais 299 são militares.